vivo

veja as nuvens
a pele d’água quando correntes se encontram
planos e linhas, suas revoltas
seu caos

as formas do vento nas folhas secas
nas folhas verdes, nas copas, nos céus
na seda que se vai ao vento
com as palavras de amor
e na labareda que se eleva e é levada
no mar em fúria, na tempestade
na solidão de um corpo nú
no topo da montanha

ver o vento é com as aves
elos as aves, nessas correntes
o vôo tátil, o vínculo visível
o vento das aves é um ser feito de muitos
em fluido movimento
vivo

2002skylite2

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s